Direito Global
blog

Bola preta

Hoje , dia 7, será o dia da bola preta no TST pois haverá a apreciação da decisão do presidente do tribunal, ministro Ives Filho de suspender a tramitação dos projetos de interesse da justiça do trabalho. Como conseguiu desagradar todo mundo, segundo fontes internas, corre o risco de até a sua diretoria votar contra ele. Já não falam a mesma linguagem o presidente, o vice e o corregedor.

No dia 4 de outubro, sem consultar seus pares no tribunal, o presidente do TST, Ives Gandra enviou ofício ao Congresso pedindo a retirada de todos os projetos criando varas e juízes do trabalho. Ao todo, eram 32 projetos que estavam tramita do na Câmara. A notícia caiu como uma bomba dentro do TST e nos 27 TRTs espalhados pelo país.

Dois dias depois a ministra Delaíde Arantes, do TST, suspendeu liminarmente a decisão do Ives. Ela entendeu que o presidente do TST não tem competência para retirar de tramitação projetos aprovados pelo plenário do Conselho Superior da Justiça do Trabalho e pelo órgão Especial do TST.

O clima ficou insustentável psra Ives Gandra no TST.

clica