Direito Global
blog

Calote na AGU

O Grupo OK, comandado pelo ex-senador Luiz Estevão, fechou um acordo em 2012 para devolver R$ 468 milhões aos cofres públicos. Essa bolada era parte dos recursos desviados pelo empresário da obra do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo, nos anos 1990. O convênio foi cercado de pompa e celebrado como o maior da história para recuperação de dinheiro roubado. Mas, cinco anos depois de assinado, o acerto acabou cancelado. A rescisão, pedida pela Advocacia-Geral da União, ocorreu no fim do ano passado, porque o ex-senador deu calote e não pagou as prestações, como combinado. Com isso, o governo federal solicitou à Justiça que parte do patrimônio imobiliário de Estevão seja transferido para a União.(Correio Braziliense)

clica