Direito Global
blog

Alexandre “PCC”

Do advogado do Rio de Janeiro, Sérgio Batalha, do escritório Batalha Advogados Associados, sobre a indicação do ministro da Justiça para o STF: “A indicação de Alexandre de Moraes para o STF pelo governo rompeu um paradigma. Já houve indicações ruins, de juristas medíocres, destinados apenas a proteger os interesses dos que os indicaram na Corte.

No entanto, nunca ninguém teve a ousadia de indicar um candidato com ligações suspeitas com o crime organizado. O escritório de Moraes prestou serviços a uma “cooperativa” ligada ao PCC, acusada de lavar dinheiro para a organização. Recebeu mais de 4 milhões de uma empresa investigada na operação Acrônimo da Polícia Federal e, pior, declarou que não poderia divulgar quais seriam os serviços prestados.

Sua gestão na Secretaria de Segurança foi marcada por suspeitas negociações com o PCC de Marcola, que terminaram por consolidar o poder da organização criminosa em todo o país. No Ministério da Justiça conseguiu em poucos meses fazer pipocar uma série de rebeliões em presídios em todo o país, mais uma vez envolvendo disputas do PCC com outras facções criminosas.

Agora, o governo pode estar abrindo uma brecha para a penetração do crime organizado no STF. É hora de todos os juristas dignos se unirem, independentemente de questões ideológicas, contra esta possibilidade inaceitável para um país civilizado. Não a indicação de Alexandre “PCC” para o STF!”.

clica