Direito Global
blog

Esquema ‘Rachid’

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), denunciou um ex-presidente da Câmara de Vereadores de Colatina e um servidor público municipal para instauração de Ação Penal Pública por obterem vantagens indevidas por meio dos cargos que ocupavam.

Os denunciados foram acusados de montar um esquema de “Rachid” para reterem parte dos salários e tickets dos servidores da Câmara. As cobranças eram feitas assim que os servidores recebiam o pagamento e, por vezes, de forma ameaçadora. Um dos acusados também responde a uma ação penal por coagir uma testemunha no curso do processo.

clica