Direito Global
blog

Família no crime

O Ministério Público do Rio Grande do Sul ofereceu denúncia contra o delegado de Polícia Omar Sena Abud, o comissário de Polícia aposentado Luiz Armindo de Mello Gonçalves (ambos presos desde a deflagração da Operação Financiador, em 22 de fevereiro), além da esposa do comissário, Maria dos Santos Gonçalves, o filho deles, Rafael Mello Gonçalves, e o sobrinho do delegado, Thiago Abud Dias.

A denúncia é assinada pelas Promotorias de Justiça Especializada no Combate aos Crimes de Lavagem de Dinheiro e Organização Criminosa e Especializada Criminal de Porto Alegre, bem como pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

Os cinco denunciados também devem responder ainda por lavagem de capitais, com valores estimados em R$ 2,1 milhões. Ao final da ação, além da condenação de todos pelas práticas criminosas, o MP pede o perdimento dos bens que são produto ou proveito dos crimes descobertos, além da perda do cargo e proibição do exercício de função pública.

clica