Direito Global
blog

Affonso Heliodoro, 101 anos do guardião das metas do governo JK

O comentário é do jornalista Silvestre Gorgulho: Daqui uma semana, em 21 de abril, Brasília completa 57 anos de inauguração. Mas nesse domingo de Páscoa, dia 16, os 16.958 membros deste MEMORIA sabem que Brasília antecipa as comemorações de seu aniversário para celebrar os 101 anos de vida do Coronel Affonso Heliodoro, o eterno braço direito e esquerdo do presidente Juscelino Kubitschek. Coronel Affonso Heliodoro, brasiliense emérito, presidente do Instituto Histórico e Geográfico do Distrito Federal, mora hoje em Belo Horizonte. Continua o testemunho vivo dos Governos JK, como governador de Minas e como Presidente da República.

Affonso Heliodoro acendia e apagava a luz de cinco palácios quando seu inquilino era JK: Palácio da Liberdade, em Beagá; Palácio do Catete, no Rio; Catetinho (Palácio de Táboas), Palácio do Planalto e Palácio do Alvorada, em Brasília. Para JK cumprir todas as suas promessas de campanha e entregar ao povo brasileiro as 31 metas propostas na campanha, ele confiava em seu conterrâneo diamantinense, companheiro de farda da Polícia Mineira e aluno de sua mãe, a mestra Júlia Kubitschek: justamente o coronel Affonso Heliodoro, o guardião das metas de JK.

Que os brasilienses de hoje se inspirem em Affonso Heliodoro e sejam os guardiões ativos dos planos de preservação e de qualidade de vida da meta síntese de JK: Brasília, Capital do Brasil.

clica