Direito Global
blog

Ócio com dignidade

Do ex-presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Reginaldo de Castro sobre a aprovação no Senado, em primeiro turno, por 75 x 0, do fim do foro privilegiado para a maioria das autoridades brasileiras:

“Quando a esmola é muito valiosa, o mendigo desconfia. A unanimidade na votação do fim do foro privilegiado é surpreendente. 0s detentores de mandato político, serão julgados em seus respectivos estados. Terão quatro instâncias até a condenação definitiva. Com o foro privilegiado apenas teriam uma, o STF. Acabar com denominado foro único, agrada tanto a seus atuais jurisdicionados, que terão muitos anos para discutir suas eventuais condenações, como ao próprio STF que se libertará dos grilhões da lava jato. Será recuperado pela Excelsa Corte o ócio com dignidade”.

clica