Direito Global
blog

Crime de pistolagem

Após 18 anos do trucidamento de seu adversário político, no Agreste Alagoano, a ex-prefeita de Estrela de Alagoas, Ângela Garrote (PP), será julgada na próxima terça-feira (16), em Júri Popular realizado em Maceió. A mãe do atual prefeito de Estrela, Arlindo Garrote (PP), é acusada de mandar matar José Roberto Rezende Duarte, em março de 1999. O julgamento será conduzido pela 9ª Vara Criminal de Maceió, a partir das 8h, no Fórum da Capital, no Barro Duro.

O crime de pistolagem que ainda é realidade na política coronelista do Estado de Alagoas ocorreu no povoado de Canafístula, zona rural de Palmeira dos Índios. De acordo com a denúncia oferecida pelo Ministério Público de Alagoas (MP/AL), a vítima foi assassinada a tiros por três homens que se passavam por policiais.

Segundo o MP, o homicídio teria sido encomendado por Ângela Garrote, que na época era primeira-dama de Estrela de Alagoas. A denúncia relata que o assassinato ocorreu porque José Roberto Duarte teria denunciado, junto aos meios de comunicação, supostas irregularidades de Ângela Garrote e do marido dela, o ex-prefeito Antônio Garrote, já falecido.

clica