Direito Global
blog

Papa furioso

No último sábado (1), um secretário do cardeal Francesco Coccopalmerio se divertia numa festinha privada quando a polícia do Vaticano bateu à porta do apartamento em que ele mora. Ao serem atendidos, os agentes teriam se deparado com homens envolvidos em atividades sexuais. Conforme divulgou a imprensa local, o aspirante ao posto de bispo teria sido levado para um hospital, em que foi submetido a procedimento de desintoxicação. Mais tarde, ele foi detido para interrogatório.

A visita inesperada se deu graças a reclamações de vizinhos incomodados com ruídos provenientes da residência do tal secretário. O prédio, aliás, é de propriedade da “Congregação para a Doutrina da Fé”, divisão responsável pela investigação de clérigos acusados ​​de crimes de abuso sexual. O jornal “Fatto Quotidiano” reportou que o Papa Francisco teria ficado “furioso” com o incidente.

Em março, a imprensa internacional divulgou que vários sacerdotes italianos haviam se envolvido em pornografia, prostituição e orgias. Numa questão separada, a polícia australiana acusou o cardeal George Pell, um dos principais assessores de Francisco, por suspeita de agressão sexual.

clica