Direito Global
blog

Inacreditável !!!!!

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro revogou, hoje (17), as prisões e afastamento dos mandatos de seu presidente, Jorge Picciani, do líder do governo, Edson Albertassi, e do deputado Paulo Melo, todos do PMDB. Por 39 votos a 19, com uma abstenção, a Casa também determinou que os três retomem seus mandatos.

Eles foram presos nesta quinta-feira (16/11) por decisão do Tribunal Regional Federal da 2ª Região. São acusados de usar os cargos para cometer crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, em parceria com empresas de ônibus do Rio. O tribunal entendeu que os três estavam em situação de flagrante permanente e determinou a prisão preventiva, mas enviando o pedido para avaliação da Assembleia.

Do presidente do Sindicato dos Advogados do Estado do Rio de Janeiro, Álvaro Quintão: “A decisão da Alerj hoje, comprova que as instituições no Rio de Janeiro precisam passar por uma profunda renovação. A Alerj não apenas decidiu pela soltura dos parlamentares, como também não impediu que os mesmos continuem no exercício dos mandatos. É necessário o imediato afastamento dos parlamentares denunciados para que as investigações ocorram sem interferências indevidas. Se isto não acontecer, toda Alerj ficará sob suspeita.”

Do presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Roberto Veloso: “Infelizmente, decisões como a de hoje da assembleia legislativa do Rio somente fazem aumentar a sensação de impunidade, em um momento em que a sociedade brasileira clama pelo enfrentamento da corrupção.”

clica