Direito Global
blog

Mulheres no comando

​As mulheres já presidiram o STF duas vezes (Ellen Gracie e Cármen Lúcia). O STJ, uma vez ( Laurita Vaz); o TSE, uma vez (Cármen Lúcia); o STM, uma vez (Maria Elizabeth). O TST, apesar de ter sido o tribunal que teve a primeira mulher nomeada nos tribunais de cúpula (Cnea Cimini – já falecida -) nunca foi dirigido por uma ministra.

O interessante é que as associações de classe da magistratura (AMB e Ajufe) nunca tiveram uma mulher na presidência. O Conselho Federal da OAB, que tem mais de um milhão de advogados inscritos, também).

A Procuradoria-Geral da República tem a primeira mulher no comando: Raquel Dodge. Já a sua associação de classe, a ANPR, teve na presidência procuradora Ela Wiecko.

clica