Direito Global
blog

Perfil da mulher

Até se despedir da presidência do STF e do CNJ em setembro próximo a ministra Cármen Lúcia vai apresentar ao pais o perfil da mulher na magistratura nacional. Um ampla pesquisa está sendo feita pelo CNJ desde o último dia 9 exclusivamente a partir de dados sociodemográficos dos magistrados.

No ano de 2013, por exemplo, as mulheres representavam 35,9% da magistratura brasileira, com concentração na Justiça do Trabalho (47%), seguida pela Justiça Estadual (34,5%) e Justiça Federal (26,2%), cabendo à Justiça Militar a menor representação (16,2%). Passados cinco anos, essa composição permanece a mesma? Em outro levantamento feito no início do ano passado pelo Módulo de Produtividade Mensal, sistema mantido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e alimentado pelos tribunais, foi constatado que o Rio de Janeiro era a unidade da Federação com a maior proporção de mulheres na magistratura (48,6%) seguida pelo Rio Grande do Sul (45,4%).

clica