Direito Global
blog

Curso de Biodança

A partir do dia 10 de agosto, a Associação do Ministério Público de Alagoas (Ampal) oferecerá aos associados sessões quinzenais de Biodança. O facilitador da atividade será o professor Jhorge Cardoso, formado em Biodança com extensão em Neoxamanismo (filosofia que tenta resgatar a sabedoria dos povos ancestrais, conciliando-se com elementos culturais).

A Biodança, que foi criada pelo psicólogo e antropólogo chileno, Rolando Toro Arañeda nos anos 60, significa dança da vida, é um sistema que possibilita um processo de integração do ser humano em três dimensões relacionais: consigo mesmo, com os outros e com o ambiente.

Há mais de duas décadas, o facilitador Jhorge Cardoso trabalha com a Biodança, ele relata que a atividade estimula a afetividade, concentrando-se nos aspectos positivos das pessoas chamados de “eco fatores positivos’, aumentando a autoestima e salienta sua identidade a luz. “Esse é o papel do facilitador, colocar luz em todas as suas virtudes para que sua autoestima se sobressaia”, disse Jhorge Cardoso.

A Biodança pode ser praticada por qualquer pessoa, a partir de 15 anos de idade e não precisa saber dançar. Cada sessão da dança da vida dura aproximadamente duas horas, podendo acontecer em grupos semanais ou quinzenais.

clica