Direito Global
blog

Uma longa vida literária

A juiza aposentada do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e ex-deputada federal, Denise Frossard participou, na Biblioteca Almeida Garret, no Palácio de Cristal do Porto, em Portugal, da comemoração dos 50 anos de vida literária do poeta Mário Cláudio.

A obra comemorativa, o “Tríptico da Salvação” inclui a intriga do religioso na intriga literária colocando num papel de destaque – não sei ainda se o principal – Martinho Lutero. O que já li, deixou-me com vontade de não largar o livro! A dedicatória me animou: desejou-me “auspiciosas escaladas às alturas” Avante!, disse Frossard.

Mário Cláudio, nascido na cidade do Porto em 6 de Novembro de 1941, é o pseudónimo do escritor português Rui Manuel Pinto Barbot Costa. O escritor é de uma família burguesa, como atesta o seu apelido de origem francesa Barbot. Em criança vivia na zona da Boavista, no Porto. É licenciado em Direito e autor de obras de ficção, poesia, teatro, livros infantis e ensaio.

A 9 de Junho de 2000 foi feito Comendador da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada. Em 2006, doou o seu espólio ao município de Paredes de Coura para a criação do Centro de Estudos Mário Cláudio. Paredes de Couraé uma vila portuguesa localizada no distrito de Viana do Castelo, região do norte e sub-região do Alto Minho. O Minho é uma província histórica da região norte de Portugal.

clica