Direito Global
blog

Janot era contra exame da OAB

Em 2011, antes de ser indicado pela então presidente Dilma Rousseff para o cargo de procurador-geral da República, Rodrigo Janot defendeu com unhas e dentes a inconstitucionalidade do exame de Ordem para que o bacharel em Direito obtivesse o registro de advogado junto à Ordem dos Advogados do Brasil.

Rodrigo Janot redigiu parecer favorável ao pedido do bacharel em Direito João Antonio Volante, que defendia no Supremo Tribunal Federal o direito de obter o registro na OAB sem ter sido aprovado no exame. Janot afirmou que a exigência de ser aprovado no exame da OAB significava uma restrição ilegal ao exercício da advocacia. Para ele, o diploma do curso em Direito seria suficiente.

Os ministros do STF não concordaram com o seu parecer.

clica