Direito Global
blog

Velloso: “democratismo vulgar “

Do ex-presidente do STF e do TSE e atualmente advogando em Brasília, ministro Carlos Mário Velloso sobre a campanha que a Seccional da OAB do Paraná irá iniciar na próxima segunda-feira (05) em favor das eleições diretas (diretas-já) para a escolha do presidente e demais diretores do Conselho Federal da entidade. Atualmente, apenas os dirigentes das 27 Seccionais da OAB são escolhidos pelo voto direto.

“Eleição direta na OAB constitui concepção distorcida da realidade e da democracia. Não passa, portanto, de “democratismo” vulgar. A OAB tem cumprido, com galhagardia, a sua missão como órgão técnico representativo da classe dos advogados e político, no sentido grego da palavra, como representante altivo da sociedade civil, sempre presidida por homens da maior respeitabilidade, que não se envolvem em questões menores da política partidária. Imaginem uma instituição, com mais de um milhão de advogados, votando neste país continental. O envolvimento de partidos e de políticos seria inevitável. E a OAB seria mais um braço partidário. Deixaria de ser o representante, como sempre foi, dos advogados e da sociedade civil. Gosto da democracia. Abomino o “democratismo”.

clica