Direito Global
blog

Fux pode abrir vaga no STF em 2022

Quando terminar o seu mandato de presidente do STF, em setembro de 2022, o ministro Luiz Fux estará com 69 anos e poderá permanecer como integrante da Corte até abril de 2028 quando completará 75 anos e pela regra constitucional vigente no pais terá que pendurar a toga. Fux está na carreira jurídica há 44 anos e há 18 divide o seu tempo entre Brasília e o Rio de Janeiro.

Estes dois últimos dados podem levar o atual presidente do STF a pendurar a toga antecipadamente para residir apenas na sua cidade natal. Caso isso aconteça, Fux abrirá uma terceira vaga para o atual presidente da República, Jair Bolsonaro, nomear mais um ministro para o mais importante tribunal do país. No ano passado, deixou o Supremo o ministro Celso de Mello e em julho próximo será a vez do decano Marco Aurélio Mello pendurar a toga. Ambos pela regra dos 75 anos de idade.

Luiz Fux nasceu no Rio de Janeiro e foi criado no bairro carioca do Andaraí. Estudou no Colégio Pedro II formou-se em direito em 1976 pela então Universidade Estadual de Guanabara (hoje Universidade do Estado do Rio de Janeiro)hoje , e pela mesma universidade tornou-se doutor em direito processual civil no ano de 2009.

Na advocacia privada, Luiz Fux foi advogado da Shell Brasil S.A Petróleo aprovado em primeiro lugar em concurso, de 1976 a 1978. De 1979 a 1982, foi Promotor de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, nas Comarcas de Trajano de Moraes, Santa Maria Madalena, Cordeiro, Cantagalo, Nova Iguaçu, Macaé e Petrópolis. Foi também curador de fundações, no mesmo período.

De 1983 a 1997, foi Juiz de Direito, aprovado em primeiro lugar em concurso, e exerceu atividades como nas comarcas de: Niterói, Duque de Caxias, Petrópolis, Rio de Janeiro (capital) e Registro Civil das Pessoas Naturais. Promovido por merecimento para o cargo de Juiz de Direito da Entrância Especial da 9ª Vara Cível do Estado do Rio de Janeiro. Durante esse período, exerceu a função de juiz eleitoral na 13ª Zona Eleitoral e 25ª Zona Eleitoral Rio de Janeiro. Foi também promovido por merecimento para o cargo de Juiz de Direito do Tribunal de Alçada do Estado do Rio de Janeiro.

Fux foi desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, de 1997 a novembro de 2001 quando deixou o Rio de Janeiro e foi morar em Brasília por ter sido nomeado ministro do STJ pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso. Como ministro do STF, Fux está desde março de 2011 quando foi nomeado pela então presidente Dilma Rousseff na vaga do ministro Eros Grau.

 

clica