Direito Global
blog

Crime do som automotivo

O policial militar aposentado Jeová Pereira dos Santos, acusado de cometer um homicídio motivado por briga em razão de som automotivo, vai a júri popular hoje (21). A sessão será presidida pelo juiz Jesseir Coelho de Alcântara, da 3ª Vara dos Crimes Dolosos Contra a Vida e Tribunal do Júri da comarca de Goiânia, a partir das 8 horas. O crime aconteceu no dia 6 de abril de 2017, quando o acusado teria se desentendido com a vítima, André Oliveira Schreiner, em uma distribuidora de bebidas no Setor Estrela Dalva.

Segundo narra a denúncia do Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO), o acusado bebia com amigos no estabelecimento na noite do crime, por volta das 22 horas, quando a vítima e a esposa chegaram de carro e ligaram o som. O casal teria ido embora após meia hora de consumo, mas voltou à loja em seguida, pois haviam esquecido de pagar a conta.

No momento de retorno, a peça acusatória narra que o policial abordou o motorista e perguntou, de forma rude, se o som não seria, novamente, ligado. Em resposta, a vítima teria respondido “na hora, meu camarada”, momento em que o policial, se sentido provocado, sacou uma pistola e disparou um tiro, que acertou o pescoço de André, que morreu no local. Ainda conforme o órgão ministerial, não houve discussão entre réu e vítima, que foi surpreendida e não teve chance de esboçar defesa.

clica