Direito Global
blog

Casa da Mulher Alagoana

O Tribunal de Justiça de Alagoas assinou termo de cooperação com a Agência Municipal de Tecnologia da Informação e Inovação (Agetec) de Campo Grande (MS) para que o TJAL possa utilizar o sistema Íris. A ferramenta vai ser utilizada para administrar de forma moderna todo o fluxo de atendimento das mulheres que chegam à Casa da Mulher Alagoana.

O presidente do TJAL, Klever Loureiro, enfatizou a importância da parceria. “O sistema Íris será muito importante para que nós possamos diminuir e inibir a violência contra mulheres. Esse evento é um marco na história de Alagoas do Brasil, com essa cooperação dos nossos amigos de Campo Grande”.

O desembargador Tutmés Airan, coordenador da Coordenadoria Estadual da Mulher do Tribunal de Justiça, afirmou que este é um momento de agradecimento e celebração.

“Agradecemos o presidente Klever Loureiro, que tem dado todo o apoio possível. A iniciativa é absolutamente pertinente e não aconteceria sem o apoio da Presidência do Tribunal. Queria muito fraternalmente agradecer a todo o pessoal de Campo Grande, que está socializando a tecnologia num ato de generosidade”, disse Airan.

O coordenador entende que a utilização do sistema significa colocar a inteligência humana a serviço do combate à violência contra a mulher. “Certamente vamos utilizar essa tecnologia para melhorar o nosso atendimento e evitar que a mulher no atendimento se revitimize”, destacou, referindo-se ao fato de que num segundo atendimento, todo o histórico da vítima já estará no sistema, evitando que ela tenha que recontar e reviver a situação.

“Graças a esse termo de cooperação, nós não precisamos desenvolver o nosso próprio sistema. Ele funciona de uma forma completa, a mulher é acompanhada em cada setor que estiver na Casa, de modo que a gente não precisa perguntar qual o setor que ela está sendo atendida, explicou Érika Lima, coordenadora da Casa da Mulher Alagoana.

clica