Direito Global
blog

Cem anos da morte da princesa Isabel

No próximo domingo (14/11), a morte de princesa Isabel estará completando 100 anos. A filha de Dom Pedro II faleceu aos 75 anos de idade enquanto vivia no exílio e anos depois teve seus restos mortais enviados ao Brasil.

A herdeira do trono brasileiro nasceu no dia 29 de julho de 1846, no Palácio de São Cristóvão, localizado no Rio de Janeiro. O palácio foi palco de muitos nascimentos da família imperial brasileira, como os outros três filhos de Dom Pedro II, Leopoldina de Bragança, Pedro Afonso de Bragança, Afonso Pedro de Bragança, e o próprio imperador, que diferente dos pais, nasceu no continente americano.

A nobre viveu no Brasil durante 43 anos, quando a proclamação da república aconteceu em 1889, ela e os demais membros da família imperial foram expulsos do país, princesa Isabel passou então a morar na Europa. Sua morte aconteceu durante o banimento, em 1921, enquanto ela vivia na França.

Ela tinha 75 anos de idade na época em que faleceu e já estava com a saúde debilitada há algum tempo. A morte de dois de seus filhos piorou o estado da princesa. Os restos mortais dela permaneceram na Europa até 1971, quando foi realizado um translado do corpo de Isabel e do marido para o Brasil. Eles só puderam ter os restos mortais sepultados no Brasil porque em 1920, o presidente Epitácio Pessoa revogou o banimento da família imperial.

clica