Direito Global
blog

A despedida de Fernando Carioni

O desembargador Fernando Carioni, presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina, comandou sua última sessão plenária no TRE-SC. Ele esteve à frente da Corte desde abril de 2021, mas antes ocupou os cargos de vice-presidente e corregedor regional eleitoral (2020).

Após o julgamento dos processos contidos na pauta da sessão, o presidente apresentou aos demais integrantes do Tribunal o relatório de sua gestão. Ele destacou que apesar das dificuldades decorrentes da pandemia do coronavírus, estratégias de governança e gestão foram adotadas para tornar possível a implementação de ações, programas e projetos voltados para o alcance dos objetivos institucionais da Justiça Eleitoral.

“Nesse contexto, um dos desafios superados com pleno êxito em meio ao contexto pandêmico – e de extrema relevância para o processo eleitoral vindouro – foi a conclusão do planejamento das Eleições 2022, ainda em 2021”, informou o presidente.

Feitos como a realização de novas eleições municipais em Petrolândia, o combate à desinformação, a campanha #BoraVotar, sessão solene comemorativa aos 90 anos da Justiça Eleitoral e a inauguração das novas instalações dos cartórios eleitorais de Florianópolis também constam no relatório de gestão, além de outros.

“Se muito foi feito, e de fato foi, muito há ainda por fazer. E tenho certeza que a tradição de continuidade administrativa da Justiça Eleitoral catarinense será mantida, e em crescente, firme no resgate e no engrandecimento das mais caras tradições institucionais”, concluiu o desembargador Carioni.

“O relatório é prova lídima de uma missão cumprida, de um republicano, de um homem simples que fez do TRE a sua segunda casa”, destacou o juiz Leopoldo Augusto Brüggemann.

A gestão do atual presidente da Corte Eleitoral chega ao fim um dia após ele ter completado 20 anos como desembargador do Tribunal de Justiça de Santa Catarina. “Tenha certeza que o senhor, além da sua carreira de 20 anos no Tribunal, honrou também a sua carreira exercendo a função de corregedor e depois presidente do TRE”, declarou o juiz Marcelo Pons Meirelles.

“Vossa excelência foi o presidente que mais compareceu, que mais esteve presente neste Tribunal em toda a sua história. E o resultado dessa perseverança, dessa dedicação, está nas suas realizações”, constatou o juiz Luís Francisco Delpizzo Miranda.

“A sua lhaneza, cortesia, senso democrático e capacidade de trabalho permitiram que os trabalhos deste Tribunal alcançassem o máximo em plenitude”, ressaltou o juiz Paulo Afonso Brum Vaz.

“Sua presidência só deixa um legado de coisas boas”, disse o juiz Zany Estael Leite Júnior. “Vossa excelência é um espelho para todos nós”, complementou o juiz Willian Medeiros de Quadros.

O representante do Ministério Público recordou o trabalho desenvolvido por Carioni durante a pandemia em 2020, como corregedor, e em 2021, como presidente do Tribunal. “Foi um trabalho belíssimo realmente”, constatou o procurador André Stefani Bertuol.

Em nome da Ordem dos Advogados do Brasil, falou o desembargador Antônio Fernando do Amaral e Silva, ex-presidente do TRE-SC. “Vossa excelência, desembargador Carioni, a quem tive a honra de dar a posse como juiz, orgulha a magistratura e a advocacia catarinenses”, afirmou.

clica