Direito Global
blog

Justiça condena ex-padre por abusos em crianças

A Justiça de Araras (SP) condenou o ex-padre Pedro Leandro Ricardo a 21 anos de prisão, em regime fechado, por atentado violento ao pudor contra dois coroinhas. Ele era investigado desde 2020 por abusos sexuais. Segundo a decisão, a condenação se dá pela prática de delitos previstos no artigo 214 e artigo 226 do Código Penal, e inclui o pagamento de custos no valor de 100 UFESPs, que equivale a R$ 3.197,00. Em março deste ano, o Papa Francisco decidiu pela demissão do pároco do estado clerical. Na época, ele estava em Americana (SP), mas já havia sido afastado das funções de reitor e pároco da Basílica Santo Antônio de Pádua, desde janeiro de 2019.

Segundo o processo, os abusos aconteceram entre os anos de 2002 e 2005 contra uma criança e três adolescentes de Araras que atuavam como coroinhas paróquia São Francisco de Assis. As denúncias foram apresentadas pelo Ministério Público em 2019 e aceitas pela Vara Criminal de Araras em 2020. Ricardo foi condenado em duas acusações. A pena foi agravada pela posição de autoridade que ele exercia perante as vítimas. Em sua decisão, o juiz Rafael Pavan de Moraes Filgueira salientou que o ex-padre usava da sua condição e escolhia as vítimas com situações familiares desestruturadas sabendo que não seria questionado ou enfrentado por seus atos.

clica