Direito Global
blog

Morre deputado Arnaldo Faria de Sá

Do advogado criminalista e professor Luiz Flávio Borges D’Urso, ex-presidente da OAB/SP e presidente da Academia Brasileira de Direito Criminal(ABDCRIM):

“O Brasil perdeu um extraordinário político, a Justiça perdeu um aliado, a advocacia perdeu um grande defensor e eu perdi um colega, amigo. Conheci o advogado Arnaldo Faria de Sá no final da década de 70, na TV Record, no Jornal do Meio Dia, o qual ficou conhecido como “jornal da tosse”, quando participei, esporadicamente, ao seu lado, comentando notícias diárias. Depois, acompanhando sua carreira política, diante da minha identificação à bandeiras por ele defendidas, procurei ajudá-lo em suas eleições.

Posteriormente, quando presidi a OAB/SP, durante minhas três gestões (2004/2012), o Deputado Federal Arnaldo Faria de Sá esteve ao meu lado, na defesa de temas de interesse da Advocacia, presidindo a Frente Parlamentar de Advogados na Câmara Federal. Tão logo apresentei, ao Colégio de Presidentes da OAB, em 2004, a proposta de criminalização das violações de prerrogativas da advocacia, tive o Deputado Arnaldo como o primeiro parceiro nessa empreitada, que se concretizou em lei, após um trabalho de 15 anos também realizado por ele.

Quando fundei a Academia Brasileira de Direito Criminal – ABDCRIM, o advogado Arnaldo fez sugestões e ajudou-me bastante. Jamais me distanciei dessa amizade que aprendi a cultivar e admirar. Seu trabalho em prol dos idosos merece o reconhecimento de todos. Infelizmente o colega Arnaldo não estará mais em nosso meio no plano físico, mas permanecerá espiritualmente e será inesquecível. Nossas sinceras condolências à família e aos amigos. O Arnaldo Faria de Sá fará muita falta. Minhas homenagens a ele e ao seu legado!”.

clica