Direito Global
blog

Aniversário da “Princesinha do Mar”

Copacabana, conhecida como “A Princesinha do Mar” nasceu oficialmente, em 6 de julho de 1892, na inauguração provisória do Túnel de Real Grandeza, atual Túnel Velho, que liga a rua Real Grandeza, em Botafogo, com a rua do Matoso, hoje Rua Siqueira Campos. Também conhecida como “Coração da Zona Sul”, Copacabana faz limites com os bairros da Lagoa, Ipanema, Botafogo, Leme e Humaitá, o que a torna um bairro de passagem.

O emprego de bondes, como forma de locomoção, assim como a abertura de vários túneis ligando a praia ao centro da cidade, ampliaram ainda mais o público visitante do bairro. Mas foi apenas com a inauguração de um túnel no Morro de Vila Rica – Túnel Velho -, em 6 de julho de 1892, que o bairro começou a se integrar ao resto do Rio de Janeiro. À medida que as linhas de bonde avançavam em direção ao Forte do Leme e à Igreja de Nossa Senhora de Copacabana, o bairro ganhava mais ruas e casas. Em 1906, foi inaugurada a via mais emblemática de Copacabana e da cidade: a Avenida Atlântica, cujo desenho em curvas, simulando as ondas do mar, foi inspirado nas calçadas da Praça de Dom Pedro IV (Praça do Rossio), em Lisboa (Portugal).

Outro evento importantíssimo na história do bairro e do Rio de Janeiro foi a inauguração, em 13 de agosto de 1923, do suntuoso Hotel Copacabana Palace. As décadas de 1930, 1940 e 1950 trariam a consagração ao Copacabana Palace, e também à Praia de Copacabana, que passou a ser cada vez mais frequentada, especialmente no Pós-2ª Guerra Mundial.

clica