Crime da neta de Sarney

Em 13 de novembro de 2016, Mariana Costa, sobrinha-neta do ex-presidente da República José Sarney, foi encontrada morta no apartamento onde morava, no bairro Turu, em São Luís (MA). As investigações da polícia apontaram que ela foi morta por asfixia e também foi estuprada. O principal acusado, seu cunhado, o empresário Lucas Porto, foi preso dias depois e levado para a penitenciária de Pedrinhas, onde se encontra até hoje.

Veja mais

Liminar garante Procurador

Logo após ser condenado no STJ por usar, em benefício próprio, o brasão da República e a expressão “Ministério Público Federal” e “Procuradoria-Geral da República”, ao expedir dez ofícios, dirigidos a autoridades da Receita Federal e Polícia Federal, o Subprocurador da República Moacir Guimaraes Morais Filho entrou com o pedido de aposentadoria no Ministério Público.

Veja mais

Procurador condenado no STJ

Há doze meses, no dia 19 de setembro do ano passado, o subprocurador Moacir Guimarães Morais Filho – que está atualmente processando a Procuradora-Geral da República no STF por causa de uma vaga de garagem – foi condenado pela Corte Especial do STJ, por maioria de votos, por usar o brasão da República e a expressão “Ministério Público Federal” e “Procuradoria-Geral da República”, ao expedir dez ofícios, dirigidos a autoridades da Receita Federal e Polícia Federal, para interesse individual privado, relacionados a administração de condomínio.

Veja mais

Noite do embalo na OAB

Para comemorar o ”Mês da Advocacia”, advogados da subseção de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, receberam tequila na boca, servida por um garçom sem camisa e uma dançarina vestida de diabo. A festa, realizada na última sexta-feira (30), inspirou uma intimação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Rio de Janeiro. “Eventos comemorativos da advocacia devem ser compatíveis com o decoro da atividade profissional”, afirma o órgão.

Veja mais