Fraude na Aerobancos

A Coordenadoria de Combate à Sonegação Fiscal (COESF) do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro denunciou os empresários Hamilton Amarante Carvalho e Vicente Oliveros Perez por fraude em mais de R$ 2 milhões do Imposto sobre Circulação de Mercadorias (ICMS). À frente da empresa Aerobarcos do Brasil Transportes Marítmos e Turismo S.A., eles fraudaram a fiscalização tributária por 24 vezes entre janeiro de 2002 e maio de 2004.

Veja mais

Sonegação na funerária

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da Coordenadoria de Combate à Sonegação Fiscal (Coesf), denunciou os engenheiros Herman Maria Ferdinand Olaerts e Wendell Willis Jones; o advogado Paulo Cesar Gonçalves Simões; e a economista Mary Theresa Erwind Coelho, administradores da funerária FMB Inc. & Cia., por sonegação fiscal.

Veja mais

Vivo condenada

A Telefônica Brasil S/A (Vivo) foi condenada a pagar indenização por danos morais no valor de R$ 12 mil a uma cliente que foi xingada por funcionária da central telefônica de atendimento. A decisão é do juiz Rômulo Vasconcelos de Albuquerque, da Comarca de Água Branca (Alagoas).

Veja mais