Do quinto ao Supremo

Antes de ser nomeado pelo então presidente José Sarney para o STF, o ministro Celso de Mello tentou ser desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo pelo Quinto do Ministério Público. Ele integrou por três vezes, em 1988 e 1989, a lista do Ministério Público mas não obteve êxito.

O novo decano

Com a aposentadoria no STF do ministro Sepúlveda Pertence em 17 de agosto de 2007, data em que também se completaram dezoito anos de sua posse, o ministro Celso de Mello tornou-se decano (membro mais antigo) membro em atividade no STF. Caso se confirme a sua aposentadoria antecipada, o seu colega Marco Aurélio Mello passará…

Veja mais

O último de Sarney

Paulista de Tatuí, o ministro Celso de Mello é o último ministro nomeado pelo então presidente José Sarney para o Supremo Tribunal Federal. No próximo dia 17 de agosto ele completa 29 anos de posse no STF. Celso substituiu o falecido ministro Luis Rafael Mayer.

A segunda vaga de Temer

No caso de se confirmar a aposentadoria antecipada do ministro Celso de Mello, o presidente Michel Temer iria indicar o segundo ministro para o STF. O primeiro foi Alexandre de Moraes, ex-ministro da Justiça do seu governo e que está ocupando uma vaga na mais importante Corte de justiça do país desde o último dia…

Veja mais