Roupas de grifes

A 1ª Câmara de Direito Público do TJ de Santa Catarina confirmou sentença da comarca de Campos Novos para negar indenização pleiteada por ex-presidiário, de nacionalidade uruguaia, que alegou ter sofrido danos morais e materiais ao ser colocado em liberdade sem que pudesse usar suas roupas, perdidas pelo estabelecimento penal. Por conta disso, sustenta, ganhou as ruas com a vestimenta tradicional do presídio, em chamativa cor alaranjada, com riscos de ser vítima do preconceito de populares ou confundido. Alinhou ainda que suas roupas eram de renomadas grifes internacionais , pois gostava de se vestir bem em suas andanças pela cidade.

Veja mais

Justiça sem Papel

O projeto Justiça sem Papel do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), lançado no final de 2016 pela gestão do desembargador Flávio Pascarelli, vem apresentando resultados significativos que indicam economia de recursos e materiais, além de agilizar os serviços judiciais. Desde que começou, em dezembro do ano passado, foram emitidas 49.657 citações e intimações eletrônicas…

Veja mais

As dívidas do Fluminense

Por conta de atrasos no aluguel de um casarão que já serviu de alojamento para jogadores de fora do Rio de Janeiro, na Rua Belisário Távora, em Laranjeiras, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro determinou a penhora de 15% dos direitos de de TV pagos pela Rede Globo ao Fluminense. Apenas em luvas…

Veja mais