Direito Global
blog

Avião de Beira Mar

Um avião bimotor convencional, que foi apreendido em 2011 pela Polícia Federal no Mato Grosso, e que estava sendo utilizado pelo traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, para transportar cocaína do Paraguai para o Rio de Janeiro e São Paulo, foi entregue ao Poder Judiciário do Paraná.

A iniciativa faz parte do programa Espaço Livre – Aeroportos, uma ação da Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça(CNJ), que busca remover dos aeroportos todos os aviões que estejam vinculados às massas falidas de empresas aéreas ou que tiverem sido apreendidos em processos criminais, principalmente por tráfico de drogas.

O avião é um bimotor Baron 58, com capacidade para quatro pessoas, além de piloto e copiloto. Além do Poder Judiciário, conforme o termo assinado ontem, em um dos hangares do Aeroporto do Bacacheri, em Curitiba, a aeronave também poderá ser usada por membros da Justiça Estadual (TJPR), da Justiça do Trabalho (TRT da 9 Região) e da Justiça Eleitoral (TRE-PR), além da Polícia Militar.

Nos próximos meses outros 14 aviões apreendidos deverão ser entregues pela Corregedoria ao Poder Judiciário dos Estados. ”É uma nova ação da Corregedoria do CNJ, que vem de encontro com o objetivo da instituição, que é buscar mais dinâmica dentro do Poder Judiciário. E esta entrega é apenas simbólica, porque o mais importante é devolver aos cofres públicos um bem que estava sendo utilizado por meio da ilegalidade”, afirmou a corregedora do CNJ, Eliana Calmon.

clica