Direito Global
blog

Advogado Pedrinho vai ser pai

O advogado Pedro Júnior , inscrição 029477 na OAB-DF, 26 anos após ter sido retirado da maternidade Santa Lúcia, em Brasília, por uma mulher que se apresentou como assistente social e alegou precisar levá-lo para exames de emergência – vai ser pai em novembro próximo do menino João Pedro. O sequestro ocorreu na manhã de 21 de janeiro de 1986 e passou a ser conhecido nacionalmente como Caso Pedrinho.

Os seus pais, os funcionários públicos Maria Auxiliadora, a Lia, e Jayro Braule Pinto,  tentaram de todas as formas encontrar o filho. Após 16 anos , uma denúncia anônima ao SOS Criança, órgão do governo do Distrito Federal, afirmava que o menino havia sido registrado como Osvaldo Martins Borges Junior – e morava com uma mulher de nome Vilma em Goiânia.

Após voltar para os verdadeiros pais, Pedrinho estudou Direito e hoje trabalha no conceituado escritório Alckmin e Gatti Advogados, situado na Asa Norte. Sua área de atuação é eleitoral e, por consequência, por vezes atua na área criminal. No ano passado, foi um dos advogados da deputada Jaqueline Roriz, absolvida no plenário da Câmara dos Deputados acusada de corrupção.

clica