Direito Global
blog

Voto digital corre perigo

Nancy Andrigui é corregedora da Justiça Eleitoral (Foto: ABr)

Responsável pelo recadastramento eleitoral no país, a corregedora-geral da Justiça Eleitoral, ministra Nancy Andrigui está com uma batata quente nas mãos. Mais de quatro mil eleitores em sete Estados podem ficar sem votar nas próximas eleições. Eles atenderam o chamamento das corregedorias dos Tribunais Regionais Eleitorais e se recadastraram a fim de usar a impressão digital na votação. Agora, foram informados que seus títulos de eleitor não foram processados.

Preocupada com a situação, a presidente do TSE, ministra Cármen Lúcia já solicitou à corregedora da Justiça Eleitoral, ministra Nancy Andrigui que apure com rapidez o motivo pelo qual mais de quatro mil eleitores em sete estados não conseguiram ter os seus títulos processados após terem passado pelo recadastramento. Segundo Cármen Lúcia, como a responsabilidade do cadastramento eleitoral é da corregedoria, ela precisa aguardar um posicionamento da ministra Nancy Andrigui, o que deverá ocorrer até à próxima segunda-feira.

O estado mais atingido é o de Alagoas. São mais de 3.600 casos. Recentemente, a ministra Andrigui esteve em Maceió onde obteve detalhes da confusão feita pela corregedoria local. O problema também aconteceu em menor número em Goiás (269), na Bahia (169), no Rio Grande do Sul (159), Piauí (19), Amapá (13) e Santa Catarina (2).

clica