Direito Global
blog

Dilma e os paulistas

Desde que assumiu o governo pela primeira vez era voz corrente entre os ministros do STF que Dilma Rousseff não iria nomear, enquanto sse sua prerrogativa, qualquer ministro para compor a Corte que fosse nascido em São Paulo.

O tempo passou, Dilma foi reeleita e até ser afastada temporariamente do cargo pela Câmara dos Deputados foram feitas cinco nomeações para o STF e, por coincidência ou não, e nenhum paulista.

Foram estes os indicados e, após serem aprovados no Senado, nomeados por Dilma para o Supremo: Luiz Fux e Luis Roberto Barroso, do Rio de Janeiro; Rosa Weber e Luiz Edson Fachin, do Rio Grande do Sul e Teori Zavascki, de Santa Catarina.

clica