Direito Global
blog

Fogo no marido

Uma mulher foi condenada a dois anos e oito meses de reclusão em regime inicial aberto por ter ateado fogo ao marido, que morreu em decorrência das queimaduras. O crime ocorreu em Patrocínio, na região do Alto Paranaíba (MG) A pena foi arbitrada pelo juiz Serlon Silva Santos, da Vara Criminal e da Infância e da Juventude da comarca.

De acordo com a denúncia do Ministério Público (MP), em 11 de novembro de 2009, por volta de 2h da manhã, a acusada jogou álcool e ateou fogo em seu marido, na residência do casal. Ela foi acusada de homicídio qualificado pelo emprego de fogo.

Segundo o processo, a ré tomava remédios para depressão, o casal fazia uso de bebida alcoólica e havia um histórico de mútuas agressões verbais e físicas. Antes do crime, ré e vítima haviam discutido em função de ofensas e acusações que ele dirigiu à companheira e à sua família.

clica