Direito Global
blog

Não foi a primeira vez

O suspeito de assassinar a sobrinha-neta do ex-presidente e ex-senador José Sarney (PMDB-AP), Mariana Costa, teve a prisão preventiva decretada pela juíza Andrea Maia. De acordo com Andrea, o fato de o acusado, o empresário Lucas Porto, ter laços de parentesco com a vítima e proximidade com testemunhas “representa risco concreto de intimidá-las”. Assim, Porto permanecerá no Centro de Triagem do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, no Maranhão.

Não foi a primeira prisão de Porto. O empresário foi acusado em 2007 de estelionato, porte ilegal de arma e falsa comunicação de crime. Na época, Porto foi preso em flagrante com uma pistola calibre 765. Ele teria forjado o roubo de automóveis para conseguir ressarcimento do seguro. A polícia não divulgou a possível motivação do crime.

clica