Direito Global
blog

Cunhada de Cabral

Lotada desde 2010 no gabinete do conselheiro Aloysio Neves Guedes — que foi eleito presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE) na última quinta-feira —, a irmã de Adriana Ancelmo e cunhada do ex-governador Sérgio Cabral, Nusia Ancelmo Mansur, pediu exoneração. Com um salário bruto de R$ 17,2 mil, a funcionária pediu as contas, nesta quinta-feira, após uma denúncia da “BandNews” , seis dias depois que Fanny Maia, tia da ex-primeira dama, perdeu o cargo no tribunal.

No último dia 25, o TCE exonerou Fanny Regina da Silva Maia, tia de Adriana Ancelmo, que trabalhava no gabinete de Marianna Montebello Willeman. A mais nova conselheira do tribunal é filha do presidente do Tribunal de Contas do Município (TCM) do Rio, Thiers Montebello, e é casada com o desembargador Flávio Willeman, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

clica