Direito Global
blog

Adriana presa em Bangu

O juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, determinou a prisão preventiva da mulher do ex-governador Sérgio Cabral, a advogada Adriana Ancelmo. Ela é investigada na Operação Calicute, desdobramento da Operação Lava Jato que levou à prisão Cabral e aliados, e também foi denunciada pelo Ministério Público Federal. As investigações apontam que o grupo do peemedebista teria desviado 224 milhões de reais de contratos públicos do estado do Rio com empreiteiras como Andrade Gutierrez, Carioca Engenharia e Delta, cujos executivos delataram o esquema.

Levada à sede da Polícia Federal no Rio, Adriana Ancelmo preferiu se calar e só falará em juízo. No início da noite, a ex-primeira-dama foi dirigida ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de corpo de delito e de lá seguirá para o presídio feminino Joaquim Teixeira, no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu. Cabral está preso na cadeia Pedrolino Werling de Oliveira, conhecida como Bangu 8, no mesmo complexo.

clica