Direito Global
blog

Mão Santa, campanha desleal

O advogado Marlon Reis, representando o Prefeito Florentino Neto, propôs ação de investigação judicial por abuso do poder econômico contra Mão Santa, eleito para assumir a prefeitura de Parnaiba (PI). Márlon Reis ficou conhecido por participar da campanha nacional de mobilização que deu origem à Lei da Ficha Limpa. Reis foi juiz de direito no Maranhão por 19 anos, até pedir exoneração com o objetivo de se dedicar à advocacia em matéria eleitoral e partidária. Entre 2008 e 2009, foi juiz auxiliar da Presidência do Tribunal Superior Eleitoral.

Segundo o advogado, a campanha feita pelo candidato Francisco de Assis de Moraes Souza (Mão Santa) “foi embasada em disputa desleal que o sagrou vencedor: omissão de recursos e recibos, uso indevido de recursos materiais sem a devida prestação de contas, doações ilegais, além do uso de caixa-dois na sua campanha, o que configura abuso de poder econômico”, sustenta na peça acusatória.

Segundo Marlon Reis o candidato “Mao Santa“ divulgou, a título de total de despesas contratadas, o pífio montante de R$ 33.007,95 para a disputa de uma das prefeituras mais concorridas do Piauí e a segunda mais populosa do Estado. Tornava-se evidente a incongruência, e o valor a menor sugere a existência de `caixa dois` durante toda a campanha”.

clica