Direito Global
Sem a toga

Seisciculos, não. Testículos

Na década de 70, na Universidade Estadual de Ponta Grossa, no Paraná, curso de Direito, estava matriculado um aluno, no mínimo extravagante, pois cursava o curso superior advindo dos famosos exames de admissão então existentes, que só exigiam aprovação em provas objetivas, para suprirem, aqueles de maior idade, à aprovação em cursos regulares de ensino médio e que permitia o acesso à cursos superiores, de alunos absolutamente incapazes de manejar a língua pátria. Este o caso deste aluno, que carinhosamente era chamado de “ Chico Louco “, que exercia o cargo de Oficial de Justiça.

Vamos ao caso :

Na aula de Direito Penal, o Professor pediu aos alunos que relatassem um caso de lesão corporal dolosa, de imediato “ Chico Louco “ levantou a mão e disparou – “ Professor, na semana passada isto ocorreu no corredor do Forum, após uma audiência da Vara de Família, a mulher que estava se separando do marido, agarrou seus sisciculos e os estronçou”.

O Professor que já conhecia bem o Meeirinho, afirmou … “ Seu Chico, vamos colocar a conversa em ordem. Primeiramente não é sisciculos, é testículos, que não tem pescoço para destroncar !!!

clica