Direito Global
Sem a toga

Troca de hino

Recentemente falecido, Rubens Aprobatto Machado presidia o Conselho Federal da OAB e foi a Vitória, no Espírito Santo, para prestigiar um evento da Seccional da OAB. Em sua companhia viajou o então vice-presidente da entidade nacional dos advogados, Roberto Busato.

Do aeroporto, Aprobatto foi diretamente para a sede da OAB onde se realizaria o evento. Já Busato foi visitar as dependências da Escola da Advocacia daquele Estado. Terminada a visita foi para o plenário onde estava o presidente nacional. Ao entrar, auditório completamente tomado de advogados, ouviu a manifestação do mcstre de Cerimonias para que todos, de pé , ouvissem o hino do Estado do Espírito Santo.

Busato estranhou que somente Aprobatto cantava o hino. Os capixabas, em respeito, estavam calados. De repente, o mestre de cerimonias interrompe a execução do hino. Pede desculpas pois não era o hino do Estado que estava sendo executado e,sim, o hino da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

A gargalhada foi geral.

clica