Direito Global
blog

Exames de DNA

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) registrou, em 2016, 5.989 pedidos de perícia de DNA para investigação de paternidade. Somente em janeiro de 2017, foram agendados 495 novos exames. Os dados são do Departamento de Instrução Processual (Deinp) da Diretoria-Geral de Apoio aos Órgãos Jurisdicionais (DGJUR).

A capital é a região que concentra maior número de exames. Em 2016, foram realizados 1.499, o equivalente a cerca de 26% dos pedidos. Em segundo lugar, aparece o 4º Núcleo Regional (Duque de Caxias), com 1.381 agendamentos. A região com menor demanda é o 9º NUR (Nova Friburgo) , com 170 pedidos, 4% do total.

“O TJ trabalha para expandir o acesso do cidadão à Justiça. Essa iniciativa é essencial para isso, pois muitas pessoas não têm condições financeiras para fazer o exame de DNA”, disse José Manoel Souza, diretor do Deinp.

clica