Direito Global
blog

O crime do cabeleireiro

Edgard da Silva Santos, conhecido como Chocolate, e Patrick Ribeiro Tupinambá, de apelido Bagão, foram denunciados pelo Ministério Público estadual pela morte do cabeleireiro Valdir Macário, no dia 12 de novembro de 2016. Os dois foram denunciados pelo promotor de Justiça Antônio Luciano Silva Assis pelo crime de homicídio qualificado, sendo que Patrick também irá responder pelo crime de roubo com arma de fogo. De acordo com a denúncia, o motivo do crime teria sido vingança.

Segundo a denúncia, no dia do crime, Valdir estava no seu salão, na avenida Vasco da Gama, quando, por volta das 19h, com o estabelecimento em funcionamento, Patrick e outro homem não identificado invadiram o salão, enquanto um terceiro esperava no carro do lado de fora. Com armas de grosso calibre, eles procuraram o cabeleireiro enquanto os clientes corriam para se protegerem. Um dos clientes teve o celular roubado por Patrick. Assim que foi encontrado no banheiro, Valdir foi morto com vários tiros. Toda ação foi filmada pelo sistema de videomonitoramento do salão.

De acordo com a denúncia, Edgard teria encomendado o crime a Patrick e aos homens ainda não identificados para se vingar do irmão de Valmir, Reginaldo Manoel da Silva. No dia 15 de outubro do mesmo ano, Edgard tentou matar Reginaldo, por volta das 20h, no salão de Valmir. Patrick acreditava que Reginaldo teria tido um envolvimento amoroso com sua companheira, Jucilene Alves dos Santos, conhecida como Ju. Como Reginaldo sobreviveu à tentativa de homicídio, Edgard teria decidido se vingar no irmão dele, encomendando o crime que resultou na morte do cabeleireiro.

clica