Direito Global
blog

Epitácio Pessoa

Os feitos e a carreira jurídica do ex-presidente Epitácio Pessoa foram destacados na conferência proferida pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Antônio Herman Benjamin, no Tribunal de Justiça da Paraíba. A palestra ocorreu durante a quarta e última etapa das comemorações promovidas pelo Poder Judiciário do Estado, em parceria com o Tribunal de Contas da Paraíba, pelo transcurso do sesquicentenário de nascimento do paraibano de Umbuzeiro, que ocupou os três Poderes do país: Epitácio Lindolfo da Silva Pessoa.

A apresentação do conferencista foi feita pela desembargadora Maria das Graças Morais Guedes, membro da Comissão de Cultura e Memória do Poder Judiciário do Estado. “Paraibano e sertanejo, como eu, o ministro ‘Toinho’, como é conhecido em Catolé da Rocha, sua terra natal, nunca esqueceu as raízes. Professor da Escola de Direito da Universidade do Texas, já lecionou em países da Europa, possui livros jurídicos publicados em língua português, inglesa e espanhola.
Com uma fala competente e sábia, nos brindará, hoje, com sua palestra”, afirmou a desembargadora.

Ao iniciar o discurso, o ministro ressaltou a história pessoal de superação que marcou a trajetória de Epitácio Pessoa, que ficou órfão ainda na infância e chegou aos cargos que ocupou por meio dos estudos. Também apontou a importância de se conhecer a história dos ‘mitos’ na sua inteireza.

“É importante festejarmos o ícone, sem santificá-lo, porque corremos o risco de apagarmos a parte mais humana do mito”, disse o conferencista, que abordou aspectos diversificados da vida de Epitácio, fazendo críticas a posturas racistas assumidas pelo ex-presidente – ‘que seriam condenáveis nos dias de hoje’ – e, principalmente, destacando os aspectos grandiosos que pautaram a carreira jurídica do homenageado, como a defesa do direito adquirido dos servidores públicos, o enfrentamento à apropriação indevida dos espaços públicos, entre outros.

clica