Direito Global
blog

Dossiê Cabral

Uma investigação sigilosa da Polícia Federal aponta que o ex-governador Sérgio Cabral estaria financiando a montagem de dossiês contra o juiz federal Marcelo Bretas, segundo informações divulgadas pelo G1. Segundo a PF, Cabral teria um fundo milionário para financiar uma extensa pesquisa sobre a vida dos integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro. As ordens para montar os dossiês sairiam de dentro do presídio em Benfica, onde o ex-governador está preso.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, o grupo acessou registros de ocorrências de três delegacias – 22ª DP, 35ª DP e 105ª DP – depois que Cabral já havia sido preso em novembro do ano passado. A polícia já sabe também os nomes dos funcionários que acessaram registros de ocorrência sobre Bretas e a mulher dele, também juíza. A defesa do ex-governador nega as acusações.

Em sigilo por proteção aos integrantes da Lava Jato no Rio, a investigação segue em andamento. A PF busca a origem do dinheiro para financiar a montagem de dossiês, quem está envolvido e o objetivo do ex-governador.

clica