Direito Global
blog

Estimulante sexual

Um advogado de 56 anos foi preso na madrugada de domingo ao comparecer na Delegacia de Itaquaquecetuba (SP) para representar um cliente que havia sido detido por receptação. O advogado criminalista era procurado pela Justiça desde setembro, quando foi condenado a 5 anos e 10 meses de prisão em regime fechado por “crime contra a incolumidade pública” por transportar 1.600 comprimidos de Pramil, estimulante sexual paraguaio com venda proibida no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). As informações são do portal de notícias G1.

clica