Direito Global
blog

O fim do secular Bar Luiz

Fundado em 3 de janeiro de 1887, um dos mais tradicionais e antigos bares em funcionamento ininterrupto no Brasil – o Bar Luiz, localizado na rua da Carioca 39, no Centro – vai fechar as portas no próximo sábado, dia 14 de setembro. A proprietária, Rosana Santos, está no bar há 35 anos. Ela justifica a medida drástica: ” a rua da Carioca está quase deserta, o poder de consumo está muito baixo, e não vejo uma mudança acontecer com a mesma força que nos deixou na condição atual”.

Ponto de reunião e almoços ao longo dos anos de ministros, desembargadores, juízes, advogados, promotores, entre outros, o Bar Luiz tem como especialidade, desde 1887, salsichas, chucrute e outras comidas germânicas, com chopes. Pelos cálculos de Rosana Santos, houve, no ano passado, uma queda brutal na receita. Medidas amargas foram tomadas. O quadro de funcionários, que já teve 48 profissionais, hoje se limita a 8. O horário de funcionamento também sofreu alterações: se antes o Bar Luiz ficava aberto até o último cliente, muitas vezes passando da meia-noite, agora fecha a cozinha às 19h.

– Desde 2013 venho adequando a operação à realidade de cada ano, onde comecei a contabilizar queda no faturamento. Mas nos últimos dois anos, foi duro! Chegamos a um número mínimo de funcionários (8), quando em 2013 eram 48!, disse a proprietária. Ela está no Bar Luiz há 35 anos e nunca vivenciou uma situação como essa. “Uma pena perder esse patrimônio, construído com a dedicação de tantos funcionários, sob o comando de pessoas que dedicaram suas vidas a essa empresa até morrerem (literalmente!). Perco eu, perdem os funcionários, perdem nossos clientes, nossos amigos, perde a história viva de nossa Cidade”, lamentou Rosana quase aos prantos.

Rosana aproveitou para enviar os seus agradecimentos a todos que ajudaram a construir esse patrimônio, que perdem essa referência que está prestes a entrar para a memória de muitos, que daqui a algum tempo será uma lembrança de um ou outro, até se apagar, concluiu.

clica