Direito Global
blog

Estratégia demagógica e equivocada

Do advogado carioca Sergio Batalha sobre a proposta do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel de recorrer à Comissão de Segurança da ONU para pedir o fechamento da fronteira do Brasil com a Bolívia, Colômbia e Paraguai. Segundo o governador, a medida é uma tentativa de barrar o tráfico de armas e drogas:

“O governador Witzel abordou um tema relevante, mas sugeriu uma estratégia inteiramente demagógica e equivocada. De fato, já passou da hora das Forças Armadas e a Polícia Federal implementarem um combate efetivo ao tráfico de armas, que é um dos maiores responsáveis pelo elevadíssimos índices de homicídios no Brasil. A solução não passa por um inviável “fechamento de fronteiras”, mas por uma intensa vigilância e fiscalização no tráfego nas fronteiras terrestres e marítimas do país. Há também que se federalizar a questão, fazendo com que a Polícia Federal passe a investigar a origem de cada arma apreendida, ao invés da política atual de “enxugar gelo” adotada pelas polícias estaduais. A questão do tráfico de armas é gravíssima, mas exige investigação e atuação intensa das forças federais, ao invés de demagogia barata na ONU.”

clica