Direito Global
blog

Primo de Gilmar assume TRF

Primo do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, o desembargador federal I’talo Fioravanti Sabo Mendes assumiu nesta sexta-feira a presidência do maior Tribunal Regional Federal do país com jurisdição no Distrito Federal e em mais 13 estados. Ele substitui na presidência o desembargador federal Carlos Eduardo Moreira Alves, filho do ministro aposentado do STF, José Carlos Moreira Alves. Ele comandará o TRF até 2022.

Na Vice-Presidência do Tribunal, foi empossado o desembargador federal Francisco de Assis Betti. A desembargadora federal Ângela Maria Catão Alves foi empossada de forma virtual, por meio de sistema de videoconferência, no cargo de corregedor regional da Justiça Federal da 1ª Região.

Em seu pronunciamento, o desembargador federal I’talo Mendes – nascido no município de Diamantino (MT), assim como seu primo, conclamou magistrados e servidores de toda a Primeira Região a lutar por um Brasil melhor. “Neste contexto de um momento tão difícil para o País e para o mundo é que assumo a Presidência desta Corte, talvez a maior Corte de 2º Grau do mundo, que responde por cerca de 80% do território nacional e mais de 80 milhões de brasileiros, o que faz aumentar nossa responsabilidade exponencialmente, porque o nosso compromisso com País, com o jurisdicionado, com o povo brasileiro é proporcional à gravidade do momento”, destacou.

Para o novo presidente, neste momento difícil de pandemia e de crise econômica, o Tribunal dará uma resposta positiva à sociedade. “Desde sua instalação, jamais este Tribunal deixou de corresponder à expectativa do povo brasileiro. Não por acaso, tive informações de que no ano passado este Tribunal foi o segundo que mais julgou processos no nosso País com apenas 27 desembargadores e o auxílio de alguns juízes federais imprescindíveis ao desempenho desta Corte”.

I’talo Fioravanti Sabo Mendes, nascido no dia 13 de dezembro de 1962, tomou posse como juiz do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em 7 de agosto de 1998, pelo Quinto Constitucional, tendo sido indicado, em lista sêxtupla, pelo Ministério Público Federal e, em lista quádrupla, pelo TRF 1ª Região. Bacharel em Direito pela Universidade de Brasília – 1983; Mestre em Direito e Estado pela Universidade de Brasília – 1987; Doutor em Direito, Estado e Constituição, pela Universidade de Brasília – 2008
Atividade Profissional

Iniciou sua carreira como advogado militante, tendo sido Advogado da Consultoria Jurídica do Serviço Federal de Processamento de Dados – SERPRO – 1983/1984.

clica