Direito Global
blog

Busato deixa Coadem

O ex-presidente do Coadem – Conselho de Colégios e Ordens de Advogados do Mercosul – em 2014, Roberto Busato comunicou ao atual dirigente máximo da entidade, Bernardino Real que, após mais de vinte anos ocupando cargos no Coadem , a partir do próximo dia 29, não aceitará mais cargos na entidade.

Busato, segundo o comunicado a Real, quer dar mais atenção ao seu escritório de advocacia em Brasília e Ponta Grossa (PR). Um dos problemas de participar da direção do Coadem – criado em 1993 e que tem sede em Foz do Iguaçu (PR) – é o volume de viagens para o exterior. O Coadem é integrado por advogados dos seguintes países: Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai.

Busato, que também já foi presidente nacional da OAB (2004-2007), destacou em sua despedida a importância do Coadem: “É importante não apenas para os advogados brasileiros, mas para todo o Mercosul. O órgão é uma trincheira da advocacia sul-americana e pode significar aos ditadores de plantão que a advocacia sul-americana está organizada, estabelecida, e em condições de se solidarizar com os advogados de todo o continente”.

Nascido em 9 de junho de 1954, em Caçador (SC), mas radicado em Ponta Grossa (PR) desde 1961, é torcedor do Atlético Paranaense e do Botafogo (RJ). Busato, foi o mais jovem advogado a chegar à presidência da OAB Nacional. Na época, ele estava om 49 anos. Ele é formado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa. Foi, ainda, conselheiro estadual da OAB do Paraná e conselheiro federal por três vezes consecutivas, até chegar a tesoureiro e vice-presidente da entidade. Foi também vice-presidente da Union Ibero-Americana de Colégios y Agrupaciones de Abogados (Uiba), com sede em Madri, cargo que ocupa até hoje.

clica