Direito Global
blog

Uma senhora julgadora

A atual presidente do TST, ministra Maria Cristina Irigoyen Peduzzi chegou à Justiça do Trabalho em 21 de junho de 2001, pelo Quinto Constitucional da advocacia, nomeada pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso. É a primeira mulher a presidir o tribunal em toda a sua história. Peduzzi é considerada no meio jurídico e advocatício como uma das melhores julgadoras do TST. Tomou posse no último dia 19 de fevereiro.

Filha de pai uruguaio e mãe brasileira, Peduzzi nasceu em Melo, no Uruguai, em 21 de dezembro de 1952, e foi criada em Bagé, no Rio Grande do Sul, optando pela nacionalidade brasileira. Começou a estudar direito na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, transferindo-se tempos depois para Brasília.  Concluiu o curso na Universidade de Brasília (UnB) em 1975, e também obteve pela Unb o título de mestre em direito, estado e constituição. Exerceu a advocacia desde 1975 até sua nomeação para o TST em 2001, com exceção dos períodos em que foi procuradora da República, em 1984, e procuradora do Trabalho, em 1992 .

Foi professora de graduação e pós-graduação na UnB, no Centro Universitário de Brasília (Ceub) e na Universidade Mackenzie. Presidiu a Academia Nacional de Direito do Trabalho de 2002 a 2005.[2]

clica