Direito Global
blog

Sem recuo na caminhada

O juiz federal Walter Nunes da Silva Júnior, titular da 2ª Vara Federal do Rio Grande do Norte, membro do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária – CNPCP e Corregedor do Presídio Federal de Mossoró participará hoje (3) pela plataforma, a partir das 19 horas, de Natal, onde reside, da cerimônia de posse do novo presidente da Ajufe – de onde ele também já foi dirigente máximo – juiz federal Eduardo André Brandão de Brito Fernandes.come

Agora de manhã, na capital potiguar, Walter Nunes comentou a mudança de direção na Ajufe:

“A diretoria da Ajufe que encerra o mandato, dirigida pelo Presidente Fernando Mendes, merece o reconhecimento de todos nós. Combateu o bom combate, com galhardia e equilíbrio.
A nova diretoria, que tem como timoneiro Eduardo André, vai enfrentar desafios um tanto quanto desconhecidos. Muita coisa, em razão das lições e consequências da pandemia provocada pela Covid-19, não será mais como antes na vida em sociedade, notadamente na atividade jurisdicional.
Para além da questão sanitária com repercussões no Direito em si, o país experimenta grave instabilidade política, com ataques antidemocráticos , inaceitáveis e deveras preocupantes ao Judiciário e a parte de seus membros.
O momento é de serenidade e firmeza, tendo como escudo o Estado Democrático de Direito. Não pode haver recuo na caminhada democrática. Sem justiça – e justiça para todos, pouco importa de quem se trata – não há democracia.
A Ajufe, ao longo de sua história, consolidou a sua posição de órgão de classe que, ademais de lutar pelos interesses da magistratura no sentido de seu fortalecimento e aprimoramento, defende a ordem jurídica e a paz social.
Mais do que nunca, a nova diretoria terá de exercer esse papel de porta-voz dos legítimos anseios da sociedade.
Pelos homens e mulheres que compõem a nova diretoria, tendo à frente Eduardo André, tenho certeza de que cumprirá fielmente a sua missão institucional.”

clica